terça-feira, abril 26, 2011


SUPER SORTEIO - Sta Clara

6 comentários:

  1. se eu fosse contar uma historia com a minha mãe, com certeza, teria muitas, porque já passamos muitas coisas juntas.
    minha mãe é viuva ha 20 anos.meu pai era o provedor da família.morreu aos 60 anos, era super apaixonado pela minha mãe.na época eu tinha 22 anos.Éramos super paparicadas, eu uma jovem super mimada e minha mae outra mimada.enfim, ele morreu e nós ficamos sem chao.
    minha mãe foi ao fundo do poço, ou melhor, tentou, porque eu , rapidamente, entrei em ação: fiz a matricula dela na faculdade da terceira idade.primeiro dia de aula, ela afirmando que nao iria e eu afirmando que eu iria junto.fomos as duas. aplicaram trote nela e em mim tbem.sai com flores no cabelo e toda pintada.tudo bem.fiquei 02 meses assistindo aulas com ela. até que a coisa andou e ela se enturmou. até demais.de lá pra cá nao sossegou nunca mais. eu casei.e ela hj namora , depois de 19 anos viuva. fizeram agora 01 ano de namoro. minha mae hj tem 76anos e está perdidamente apaixonada. a vítima? um senhor, sr.josé, um cantor, de 79 anos.viúvo tbem. segundo ela , ele canta e encanta ela.meu Deus, minha mãe apaixonada agora??tudo bem, estou super feliz, namoram , viajam, passeiam, só pedi para ela nao engravidar.ela é pura alegria, sorri o dia inteiro. como é bom amar......
    foram comemorar 01 ano de namoro num spa.minha mae veio com uma foto vestida de gueixa. meu Deus, ela nunca gostou de fotos!!!!!agora até roupa diferente ela coloca para ser fotografada.
    a familia toda está encantanda, alguns perguntam se minha mae fez plastica, porque rejuvenesceu.quem ve os dois na rua nao acredita , sao encantadores.é a prova viva de que nunca é tarde para amar.outro dia minha mae falou, filha vamos comigo comprar lingerie??meu Deus, a coisa vai mais além, quem pensa que os velhinhos nao fazem nada????
    enfim, quando eles resolverem casar( eu espero que nunca) eu aviso vcs.
    se quiserem fotos dessa dupla dinamica, tenho muitassssssssssssss.
    acho que ela merece um vestidinho novo para passear com o sr.josé.
    bjs, obrigada pela oportunidade de contar a historia de amor dos dois.

    ResponderExcluir
  2. Nataly Gatto Lima - natygatto@gmail.com

    Eu não fui criada por minha mãe e nunca tivemos contato, eu sei a falta que uma mãe faz...Mas agora eu sou a mãe e tudo aquilo que não tive eu dou a minha filha, como carinho,afeto,amor,atenção e por isso todos os momentos ao lado dela são inesquecivéis

    ResponderExcluir
  3. Mãe, um momento especial é pouco para quem esteve comigo uma vida inteira. Você foi à heroína da minha infância, a amiga vigilante da minha adolescência, a incentivadora incondicional da minha juventude, a sensata conselheira do meu começo de vida adulta e a referência permanente da minha existência.
    lucimarafat.luiz@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Depois que eu nasci, ela passou noites inteiras sem dormir, o tempo passou, e as minhas travessuras fizeram com que as rugas antecipassem seu aparecimento, as notas baixas em matemática multiplicavam seus cabelos brancos, mas ela nunca se queixou, me tomou em seu colo quando tive medo, me abraçou quando eu chorei, me estendeu a mão quando eu caí, e se orgulhou quando eu levantei, ela me tratou como uma princesa, mas eu sempre a chamei de coroa, mesmo sabendo que ela verdadeiramente era uma rainha, portanto, esse presente deve ser dado à melhor mãe do mundo, que é a minha!
    lucimarafat.luiz@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Mariana Lourenço6 de maio de 2011 11:34

    MÃE.
    Dos primeiros passos, das primeiras
    palavras.
    Do amor sem dimensão, de cada momento,
    dos atos de cada capítulo de minha vida
    não ensaiados, mas vividos em cada
    emoção.

    Da conversa no quintal, do acalanto do
    meu sono aquecido de amor, aninhada
    em seu coração.

    Do abraço, do beijo que levo na
    lembrança.

    É você que me inspira a caminhar.
    (Autor Desconhecido)


    Ser mãe é muito mais que saber dar um ombro amigo nas horas difíceis, ser mãe é algo divino, só sendo uma para sentir o amor verdadeiro que nasce a cada olhar e a cada gesto.
    Posso afirmar que sou uma pessoa abençoada por possuir esse anjo chamado mãe.
    Com ela aprendi a reconhecer cada gesto que fosse, do mais delicado ao mais simples. Aprendi a dor valor àqueles que merecem e ter compaixão por aqueles tão necessitados de carinho e que por muitas vezes são excluídos da Sociedade.
    Minha mãe me ensinou a obra mais divina que existe, o sentimento mais puro: o amor.
    Nossa família é formada por mulheres guerreiras, que venceram as dificuldades e passaram por cima de todos os obstáculos sempre de cabeça erguida.
    Quando pequena eu era uma criança levada da breca. Sorri,chorei,levei bronca e fui muito feliz ao lado da minha mãe e da minha avó.
    Como minha mãe tinha que trabalhar, passava muito tempo ao lado da minha avó e foi com ela que aprendi a reconhecer os valores da minha família. Considero-a como minha segunda mãe, a danada teve dezessete filhos no sertão nordestino, em uma época em que era difícil manter um sustento de uma criança, quanto mais de dezessete.
    Apesar de todas as dificuldades minha avó ensinou a seus filhos a batalhar pelos seus objetivos e sempre ter foco e determinação. E foi isso que eles fizeram, ou melhor, nós fizemos, pois assim como eles eu também fui privilegiada pelos seus ensinamentos.
    Cercada por mulheres de fibras, aprendi com as duas (mamãe e vovó) o que significa ser humano na essência da palavra. Fui cercada de muito amor, sempre!
    Hoje já não sou mais criança, eu cresci. E hoje aos meus 20 anos, vejo o quão bem essas duas me fizeram. A vovó se tornou aos poucos a nova criança da casa e hoje os papéis se inverteram, pois sinto como se fosse a segunda mãe dela.
    E a minha mãe somos responsáveis por ela e temos por obrigação lhe proporcionar uma sensação de dever cumprido.Ela já não possui a mesma saúde de sempre, tem que fazer diálise três vezes por semana, tomar seus medicamentos e insulina diariamente , além de ter uma alimentação completamente ajustada para o seu ritmo de vida.Com seus 91 anos , posso garantir que ela é a mulher mais forte que já conheci em minha vida.
    Nesse tempo a relação entre eu e minha mãe só se fortalece a cada dia mais, aprendemos a encontrar uma na outra o ombro amigo para chorar, desabafar e acalentar em todos os momentos em especial quando tudo parece que vai desabar. Nossa relação é regada por carinho, amor e muita sinceridade. Acredito que nossos laços são de outras vidas, nossa ligação é muito maior do que de mãe e filha e algo incomparável e inexplicável.
    Sei que dei um pouco de trabalho quando pequena, mas hoje vejo que tudo que fiz e tudo que foi feito para mim valeu a pena. Não apago e não mudo uma só linha desse livro imenso que é a nossa história a três.
    Uma história de amor que merece muito mais do que ser contada, merece ser vivida e experimentada para saber o quão é bom ter alguém para chamar de Mãe.

    Nome: Mariana Lourenço
    E-mail:mary.mallakian@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Sempre tem um monte de historia inesqeuciveis até alguém perguntar por alguma que nenhuma vêm em mente... Mas tem uma que a minha mãe sempre me lembra e faz piada!
    Desde de petitica todo mundo sempre disse que eu era a cara da minha mãe! A única diferença é que eu era muito branquinha com cabelo lisinho e a minha mãe era morena morena com muitos cachos. Um belo dia nós encontramos uma amiga da minha mãe que também reparou nas semelhanças e disse pra mim "Você vai ficar igualzinha a sua mãe quando crescer". Eu não sei o que eu pensei na hora mas eu comecei a chorar desesperadamente e nem a minha mãe nem a amiga dela conseguiam entender e me perguntaram o por quê do meu choro. Eu só respondi que "eu não queria virar marrom".
    Hoje continuamos parecidas, eu só queria deixar de ser tãão branquela!

    Amanda Eloy
    eloy.amanda@hotmail.com

    ResponderExcluir

Give us some sugar! Compartilhe suas doçuras conosco. Favor preencher com seu nome e e-mail, para podermos entrar em contato com vc!
Dona Ana Costa agradece e volte sempre!