domingo, março 06, 2011


Um edredon pequeno demais para nós dois.

10 comentários:

  1. só o primeiro ano de casado é lindo, apesar da fase de adaptação, a gente tem paciência porque ama aquela pessoa e faz tudo pra dar certo, depoooooooois, só briga, isso é casamento e eu tô nessa há 20 anos, o caso é ,vc acostuma com a pessoa e ela faz parte da familia, mesmo que a gente brigue, um não pode ficar sem o outro, eu acho isso.

    ResponderExcluir
  2. Não tive como não me identificar. Cá estou eu, a dois meses do casamento, com a casa de ponta cabeça, cheia de caixas, móveis embalados, presentes...DESESPERO!

    A gente já mora junto há pouco mais de um ano e sempre que vejo algo que me tira do sério penso como se fosse uma tag: "o que ele faz que me irrita" e depois acabo dando risada da minha neurose.

    O namorado ama cozinhar e eu amo comer a comidinha dele, mas depois eu preciso de um mantra pra entrar na cozinha porque o acendedor do fogão (que era da minha mãe quando ela casou há 33 anos) está sempre em algum lugar que não o dele. Pano de prato embolado em cima da pia molhada, fogão escorrendo gordura pra todo lado e de tudo, o que mais me irrita: as portas embaixo da pia abertas. Tem coisa mais nojenta do que ver o sifão de uma cozinha? AAAAHHHHHH

    Muda o cenário, vou pro banheiro: a cada banho o namorado usa uma toalha e as outras vão ficando perdidas pela casa. As roupas ficam todas jogadas no chão, do avesso e quando ele faz a barba a pia fica toda branca do creme de barbear. Isso sem contar a escova e a pasta de dente que ele SEMPRE deixa fora do lugar onde elas deveriam estar.

    Aí meu sangue ferve e eu penso que vou esperar ele atrás da porta com uma toalha molhada e quando ele entrar eu vou atacá-lo e vou bater nele até ele sangrar...hahaha

    O mesmo acontece na sala. Ele tira todos os acessórios do video game dele pra jogar e no dia seguinte eu tenho que recolher meia dúzia de controles, headset, bateria, guitarra, mesinha de DJ, jogos, pilhas, pen drives.

    Tênis pela casa é o que mais tem. Tem no banheiro, na sala, no quarto, no quartinho de empregada. Deve ter um pendurado no lustre também. Exagerei? Nem tanto. Outro dia fazendo uma faxina encontrei um par de meias escondido embaixo do tapete da sala. Amiga, é quase que uma morte lenta e dolorosa.

    E você pensa que acabou? Nãaaao. Eu tiro as roupas da máquina que não são pra passar e deixo dobrada em cima da cama pra ele guardar. Aí quando ele vai dormir ao invés dele abrir a porta do armário e guardar, não (NÃAAAAOOOO), ele embola tudo e põe no chão, pra que no dia seguinte quando eu for arrumar a cama eu tropece num bolo de roupas e fique pelo menos 20 minutos xingando-o de palavras feias e sujas...

    Aí vc pensa: meu Deeeus, como viver assim? Eu aprendi a dar risada (na medida do possível porque eu não sou o Ghandi também). Ás vezes sou tomada por uma vontade imensa de rir em pensar que eu achava minha mãe neurótica quando ela dizia: não senta na cama, se sentar, alisa a colcha pra não ficar tudo bagunçado. E agora sou eu que pergunto pro namorado se ele tem pregos nos pés, porque por onde ele passa os tapetes ficam todos embolados.

    Dá desespero, mas eu não posso cobrar dele uma organização que eu também não tenho. A diferença é que quando eu arrumo a minha bagunça eu não me irrito com ela. Eu também largo chinelos em todos os cantos da casa. O mesmo se repete com copos. Pensa num lugar? Vai ter um copo lá porque vou andando e espalhando, quer dizer...

    No final das contas eu penso que se por algum motivo a gente não estivesse mais juntos, todas essas coisas me fariam uma falta descomunal, que eu iria chorar desesperadamente se eu entrasse em casa e não tivesse o barulho dele derrubando panelas ou se tudo que eu arrumei estivesse no mesmo lugar, sem nenhum sinal de que ele passou por aqui. Estar com quem a gente ama é muito maior que qualquer organização ou mania de limpeza. E eu sou bem sujinha pra falar qualquer coisa do meu mal lavado...rsrs

    *** ADOREI o post ***

    ResponderExcluir
  3. Que bom que vcs curtiram o post meninas :)
    O comentário da Ju é praticamente um post ^^ Parece que os maridos só mudam de endereço né...hahahaha
    Olha Isabel, nem preciso chegar aos 20 anos pra saber que já nao conseguimos viver um sem o outro :)

    ResponderExcluir
  4. Nhááá... Ana adorei seu post... tem td a ver comigo... Ontem, 06/03... fiz 1 ano de casada... Posso afirmar q é só o começo... e que por enquanto tudo são flores... (td bem, algumas estão começando a muchar)... + eu acho que casamento é isso msm... Temos que regar as plantinhas todos os dias... Pq tem horas que só Deus... rs. Passo por esse estress quase td dia... e tenho q me segurar e falar pra mim msm pra parar com as neuras (quase um comercial do veja)... é dificil... É quase um processo de desapego, + não é impossivel. Apesar dos pesares e entre mortos e feridos, dá pra sobreviver... Afinal, no fundo ele continua sendo a pessoa que vc apaixonou e escolheu pra viver "ate que a morte os separe"...
    =D

    ResponderExcluir
  5. Gente, acho q hj estou sensível! Esse post e esses comentários me emocionaram! haha
    Me identifiquei demais.. Ju, que vida parecida a nossa! rs

    Eu só tenho uma coisa q tô aprendendo e tvz um dia me desapegue, largar a casa e sair, aproveitar o fds! Quem sabe, qdo tiver uma faxineira...

    Posso dizer q toda mulher casada, que tem filho e trabalha, é guerreira!
    Tem aquelas que ainda não tem filho, mas tem cachorro, tbm não é nada fácil, né Ana? rss

    Quero chegar nos 20 anos como a Isabel e ainda fazer bodas de ouro... Te amo Edu!!

    Beijos meninas!

    Beijo meninas!!

    ResponderExcluir
  6. Ixe, beijos duplicados. Esse iPad...

    ResponderExcluir
  7. hahaha adorei o post! Mas ainda tenho bons anos pra curtir a casa dos pais.

    ResponderExcluir
  8. Ca, aproveita bastaante, pq esse tempo (e nenhum outro) volta nunca mais!

    Eu não me arrependo de ter casado, não mesmo!
    Mas, tenho saudade da casa da mamãe, saudade de ser criança, de não ter responsabilidades! =)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Absurdamente bom esse post!
    Será que eu ainda consigo superar esse tipo de neurose antes de casar? Paciência não é o meu forte ... ahUIHAUIhuiahuiHA
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. que dom que vcs gostaram meninas, isso me deixa super feliz! bjao :)

    ResponderExcluir

Give us some sugar! Compartilhe suas doçuras conosco. Favor preencher com seu nome e e-mail, para podermos entrar em contato com vc!
Dona Ana Costa agradece e volte sempre!